domingo, janeiro 06, 2008

Histórias da Terra e do Mar

Histórias da Terra e do Mar é um livro que contém várias histórias:
a História da Gata Borralheira; O Silêncio; A Casa do Mar; Saga e Vila d'Arcos.
História da Gata Borralheira:
Relata a história de Lúcia, uma menina de 18 anos, que num baile foi apresentada à sociedade pela tia-madrinha.
Lúcia era simples e por esse motivo foi alvo de conversa por parte dos outros convidados que também a colocaram de parte. Sozinha naquela sala cheia de gente, de luzes e de música, um lugar belo mas ao qual não havia lugar para ela.
Na esperança de encontrar um lugar menos esposto, olhou em redor e encontrou do outro lado da sala, uma cadeira vazia e meio escondida por uma cortina. Quando ia atravessar a sala passou em frente de um espelho e viu comoi o seu vestido era feio.
O vestido tinha-lhe sido dado pela sua tia-madrinha, oito dias antes. Nunca tinha gostado do ves tido mas era comprido, de tal maneira que lhe tapava os sapatos velhos de salto alto, rotos nas biqueiras com manchas de bolor e largos que encontrara no sótão.
Sentada naquela cadeira meia escondida apreciou todos aqueles vestidos lindissimos, mas não só, também reparou num rapaz alto bonito e moreno que dançava com a filha da dona da casa.
Esse rapaz dirigiu-se a ela e convidou-a para dançar. Ela não sabia dançar e por isso o rapaz inssistiu e prometeu lhe ensina-la. Enquanto dançavam no meio do salão, o sapato esquerdo es corregou do pé de Lúcia e ficou no meio do salão. Quado ela ia dizer que era dela, já todas as pessoas se riam.
Mal que pode Lúcia escondeu-se numa varanda sombria e onde havia um banco, até ao fim do baile. Enquanto lá esteve decidiu que iria viver com a sua tia rica.
Iniciou então um novo caminho. Passou a ter tudo que antes não tinha.
Tudo lhe era oferecido, quase nem precisava de lutar por nada.
casou com um homem rico, novos amigos a procuravam todos os dias. Na sua vida não havia nenhuma sombra senão a mamoria do antigo baile, do primeiro baile a que tinha ido.
Tinha o vestido embrulhado em papel de seda guardado dentro de uma caixa, escondido dentro de uma gaveta.
Passados vinte anos voltou a ser convidada para um baile na mesma casa onde ela tinha ido com aquele vestido feio e fora de moda.
De modo a apagar vestígios da sua memoria, da humilhação aliantes sofrida, madou fazer uns sapatos bordados de brilhantes verdadeiros.
Quando apareceu na grande sala de baile, algumas pessoas pararam de dançar para apreciarem os sapatos. Sapatos que agora se viam bem , uma vez que já não se usavam vestidos compridos até aos pés, só até um pouco acima das canelas.
A meio da noite voltou à sala onde há vinte anos se tinha ido esconder. olhou-se no mesmo espelho e viu-se com aquele vestido velho e fora de moda de há vinte anos. Quis gritar mas o grito estava preso no seu pescoço. Então o espalho começou a mover-se muito devagar deixando entrar um homem que a convidou a ir para a varanda.
Na varanda disse-lhe que a conheceu ali há vinte anos e pediu-lhe o sapato esquerdo, ela negou-lho, tinha-o ganho, era o trabalho da sua vida.
Ele lembro-lhe que a partir daquela noite, de há vinte anos, nada lhe tinha sido recusado, tinha vencido sempre e aquele sapato era o preço do mundo.
Ela disselhe que não podia ficar descalça, mas o homem estendeu-lhe na mão um sapato. era um sapato velho , miserável e esfarrapado.
Ela quis fugir mas o seu corpo estava rigido, quis gritar mas a sua voz estava muda.
O homem inclino-se tirou-lhe do pé o sapato de brilhantes e calçou-lhe o sapato de farrapos.
Quando amanheceu, encontraram Lúcia morta na varanda , era inexplicável, tal como ela ter no pé esquerdo o velho sapato.
Aquele acontecimento foi discutido com paixão obcecada durante alguns meses, depois foi esquecido.
O Silêncio:
Relata uma noite escura vista de uma casa, uma casa onde vivia uma menina chamada Joana.
Nesta noite as estrelas brilhavam, intimas e distantes.
Após os afazeres domésticos, Joana gozava do silêncio da noite, após a agitação e o tumulto do dia.
De repente aquele silêncio quebrou-se pelo grito de uma mulher, que vinha do outro lado da casa. Joana atravesou a casa e espreitou para a rua, pela janela. do outro lado da rua ficava o edíficio da prisão, junto àquela parede estava encostada a mulher. Uma mulher com o rosto torcido e desfigorado pelo grito, ao seu lado um vulto de um homem que tentava convence-la a calar-se e a irem-se embora. Quando o conseguiu voltou o silêncio. Um silêncio opaco e sinistro.
Joana voltou para a sala, mas tudo era diferente. Não tinha sido nada com ela mas, tudo se tornara alheio.
Tudo o que escrevi em cima, foi um pequeno resumo de duas das cinco histórias que relata o livro.
Se quiserem saber mais leiam o livro.
Achei interessante, por exemplo, ler outra versão da Gata Borralheira.
Autor: Sophia de Mello Breyner Andresen
João B.

16 comentários:

Anónimo disse...

gostei...

Anónimo disse...

podias ter escrito tambem a saga porque assim era mais enteressante

luis disse...

enteressante ?? só quem se esconde como anónimo é que é menos interessante

Anónimo disse...

achei o livro bastante interessante, o resumo esta muito bem feito.

Anónimo disse...

gostei muito...ajudou-me muito na disciplina de português, a historia e interessante... :)

Anónimo disse...

adorei...

Anónimo disse...

gostei imenso

Anónimo disse...

gostei.......é interessante e legal

M262 disse...

Adorei =) Eu li essa história 2 vezes porque tenho ficha de verificação de leitura amanhã e é sempre bom ler o resumo =D a sérioo ajudou-me imenso. Achei o conto interessante, porque não tem um final feliz como os outros.

Bjs.

Saraa disse...

Ameei !
Asseriio ! Ajudou-me imensoo !
Para a proxima aula vou ter que apresentar esse livroo !
E com o resumo é muito mais fáacil ! =DD

Muitoo, maas Muiito Obrigadaa ! ;)

Anónimo disse...

Tem poucos erros tem!!!
Mas nao ta mal

Anónimo disse...

os resumos tão bem mas podias por tambem os resumos das historias que faltam

Anónimo disse...

o livro nao e muito interresqante

Anónimo disse...

tambem podia ter a saga...

Anónimo disse...

ora fdx podias ter desenvolvido o 2 texto,amanha tenho de apresentar um trabalho sobre ele e so tenho 7 horas,sao neste momento 2 da manha!!!

Anónimo disse...

obrigado deram uma grande ideia como fazer uma ficha de leitura.